Conecte-se conosco

Empreendedorismo

Entenda o porquê Ana Hickmann e outros famosos estão com problemas financeiros, acumulando dívidas milionárias

Publicado

on

Ana Hickmann - Foto/ Reprodução YouTube

Marcelo Calone explica os motivos das dívidas e o que levou famosos a colecionar grandes problemas financeiros.

As personalidades não são mais comercializadas como eram há 5 anos atrás. Hoje um agente, assessor, empresário, advogado, contador ou ela mesma, não tem as ferramentas certas para precificar, garantir e comprovar suas entregas para o contratante.

Os problemas financeiros começam nos orçamentos altos e incoerentes, feito como se tivéssemos num leilão com comissões estratosféricas e sem o pagamento dos devidos tributos fiscais. Hoje os famosos estão colhendo os frutos ruins de tratativas feitas na emoção, muitas vezes tendo que devolver dinheiro ou responder processos judiciais sobre as contratações, comprometendo a sua própria imagem, colocando em risco outros contratos comerciais, além de responder pelas indisposições legais, morais e regulares conforme as negociações.

Saber a importância da gestão de riscos e conformidades para a contratação da personalidade é indispensável para as empresas que estão eliminando seus custos adicionais, otimizando processos e economizando no orçamento. O mais grave para os contratados ativos, que estão na zona de perigo, são as auditorias que ocorrem até 5 anos pós contratação, para reaver os direitos dos contratantes sob a negociação feita, validando as projeções que devem ser claras e precisas, com garantia dos entregáveis.

O Gestor “Compliance Man” Marcelo Calone é CEO do Grupo CALONE® e criador da tecnologia DBIPro©️ que garante através das práticas de compliance a assertividade nas contratações de famosos, garantindo os entregáveis das negociações.

O gerenciamento de crises e conflitos é uma expertise dos gestores durante todo o processo comercial, que deixa o contratante seguro nas áreas de Marca, Comunicação, Marketing, Tecnologia,
Imprensa, Audiovisual, Eventos, Relações Públicas e Vendas. “Quando as marcas buscam uma celebridade para contratar, não tem conhecimento sobre a reputação, indisposições legais e regulares da personalidade. Não é uma tarefa fácil converter os problemas em adequação para reposicionar famosos no mercado corporativo. Todos os marcadores digitais de audiência, autoridade, influência, presença e reputação são fatores de riscos para as contratações.” afirma Calone.

Para melhor ou pior, o Gestor “Compliance Man” pode ser brilhante nas tratativas. “A lei protege o ‘Compliance Man’ e traz um time de gestores para cuidar de uma tratativa comercial – é preciso envolver especialistas. Não se faz gestão, apenas com um gestor”, completa Calone.

As empresas estão eliminando custos adicionais, otimizando processos, economizando no orçamento, demonstrando que possuem um regime efetivo de compliance na hora da contratação de personalidades. “É possível fazer muito mais com menos, e fazer mais com o orçamento aprovado” diz o gestor.

E o “Compliance Man” veio para legalizar, moralizar e regularizar essa real situação do universo de contratações. Este protocolo realmente entende a lógica do mercado atual, e o Gestor passa a ser o responsável pela negociação, desde a precificação até as conformidades das políticas e procedimentos da contratação. Isso o torna indispensável. O “Compliance Man” interpreta as regras. Ele escreve as regras. Ele é as regras. Os famosos não podem continuar ignorando o perigo, pois as empresas estão mudando a sua forma de contratar.

Marcelo Calone - CEO e Fundador do Grupo CALONE®️ - Foto Divulgação.

Marcelo Calone – CEO e Fundador do Grupo CALONE®️ – Foto Divulgação.

Marcelo Calone fala que não se contrata ninguém com problemas de reputação. “Não dá para contratar quem não entrega. Chegou ao fim a era do achismo, dando espaço para a ciência de dados. Investir em personalidades com indicadores baixos é o mesmo que rasgar dinheiro e levar uma marca a grandes prejuízos. A mesma pauta também é discutida quando falamos de compromisso econômico para o crescimento do nosso país, representando o combate à corrupção de orçamentos injustos e contratações incoerentes conforme as ODS 8 e 17 da Agenda 2030 – Pacto Global da ONU. Não dá para ter ídolos que não se adequem aos critérios mais discutidos no mundo: compromisso com o ambiental, o social e a governança”, comenta.

O desespero dos famosos por dinheiro se tornou uma pandemia de faturas atrasadas nos últimos anos, e os escândalos começaram a desqualificá-los, extinguindo contratações a médio e longo prazo, que por muitas vezes perdem o mercado para influenciadores desqualificados. Os grandes nomes nacionais e internacionais precisam profissionalizar urgentemente seu modelo de negócio e contratar uma gestão especializada em Riscos e Conformidades.

“Mais do que ética da convicção, guiada pela consciência, agora estamos num momento em que também precisamos da ética de responsabilização, segundo a qual somos responsáveis por aquilo que fazemos. Quem a adota guia-se por uma análise de risco”, disse Calone.

O CEO e Fundador da maior COMUNIDADE de RISCO e COMPLIANCE especializada em Gestão e Tecnologia para MARCAS, MÍDIAS e PERSONALIDADES, alerta: “A gestão e tecnologia de conformidade concebem todos os processos e programas para cumprir a base, diretrizes, leis, métricas, normas, parâmetros, políticas, regras e regulamentos para a reputação de uma personalidade. Marcas que faziam pouco caso dessa estrutura lá atrás, hoje tem seus diretores encarcerados sob nossas regras. O desafio atual é gerenciar informações que, no futuro, poderão ligar o alerta de perigo. Ter o controle disso é a grande oportunidade para tomada de decisão na hora da contratação”, finalizou

Equipe de Gestores - Grupo CALONE®️ - Foto Divulgação.

Equipe de Gestores – Grupo CALONE®️ – Foto Divulgação.

O Grupo CALONE® gestiona personalidades como Amaury Jr., Cafu, Cláudia Rodrigues, Dani Albuquerque, João Kléber, Sônia Abrão, entre outros famosos. Os gestionados contam com a maior COMUNIDADE especializada em Gestão de RISCOS e CONFORMIDADES com sede em São Paulo – Brasil, Miami – Estados Unidos e Roma – Itália, responsável pela adequação moral e posição legal e regular do compliance para contratações e novas oportunidades no mercado.

Continue Lendo

Empreendedorismo

Exemplos de sustentabilidade: Pousada Figueira da Serra e Restaurante Puriman conseguem reaproveitar boa parte do lixo orgânico

Publicado

on

Por

Pousada Figueira da Serra e o chef do Puriman, João Izar - Foto divulgação

Os dois estabelecimentos estão localizados em Campos do Jordão, no interior de São Paulo

Segundo o empresário Fábio Izar, proprietário dos empreendimentos, a Pousada Figueira da Serra tem uma rede sustentável que contribui com a cidade. Ele diz que o chef do Puriman, João Izar, lutou para que a empresa mantivesse essa tendência. O empresário conta que eles produziam cerca de 200 quilos de lixo por semana. Hoje são apenas 20. “A gente tem lixo de banheiro. O restante é reciclado ou é um lixo orgânico que vai para a nossa fazenda, onde vai servir de alimento para os animais que produzem o nosso leite, a carne, os ovos. Aprendemos que não precisa ser jogado nada fora e podemos aproveitar 90%”, aponta.

Idealizador do projeto de sustentabilidade da pousada, o chef João Izar comenta que a ideia foi trazer e valorizar para as pessoas tudo que vem da Serra da Mantiqueira, com o objetivo que elas conheçam a origem dos alimentos consumidos. João destaca que 80% dos produtos servidos no restaurante são de pequenos produtores locais ou de produção própria.

Com a gastronomia diferenciada de outros lugares da cidade, o chef reforça que o Puriman tem como sobrenome a cozinha de pesquisa e o produto. “A pesquisa gira em torno de a gente ir para a Serra da Mantiqueira, encontrando matas virgens ou matas que vieram aqui, que são exóticas, mas que já incorporaram à serra nativa, à mata nativa. A gente pesquisa cogumelos comestíveis e traz para o restaurante essa parte de pesquisa e de produto”, pontua.

Na fazenda que pertence à família Izar, João relata que são produzidos leite de vaca, de búfala, além de derivados como a manteiga, o mascarpone, a muçarela e outros queijos em geral. O lugar ainda tem galinha, frango caipira, patos, coelhos, ovos das galinhas, vários vegetais, como a alface, couve-flor e couve. “Falta muito para a gente conseguir alcançar os nossos objetivos de englobar muito mais a cidade nesse projeto de sustentabilidade. Mas o que atingimos é algo admirável. Estou muito feliz com esse resultado. Cada vez mais, vamos implementar essa sustentabilidade. A própria agenda 2030 da ONU vai obrigar os restaurantes a terem os seus. Então, só adiantamos o processo”, observa.

A fazenda

Os restos orgânicos do restaurante são destinados à fazenda da família Izar e são utilizados para o trato de quase 200 animais, de oito espécies. De acordo com Eugênio Godoy, administrador do local, tudo que vem da pousada é reaproveitado e separado. Por exemplo, a casca da laranja vai para as cabras e as ovelhas comerem. “Isso gera um sabor diferente no leite. Já as hortaliças, as vacas comem. A parte alimentícia, os porcos comem”, explica.

Eugênio também lembra que o leite produzido é encaminhado à pousada para a produção de queijos. No entanto, o soro que sai do queijo retorna à fazenda para que os leitões sejam criados e tratados. Como salienta o administrador, o que os animais não consomem, é colocado com o esterco e a serragem, ajudando no processo de plantação das hortaliças. “Sinto-me feliz e realizado de fazer esse trabalho, porque é uma coisa que eu não sabia fazer. Aprendi e comecei a ter prazer. Mudou não só a questão dos animais, mas a cabeça e o ambiente”, finaliza.

Continue Lendo

Empreendedorismo

Lounge do Aeroporto de São José dos Campos foi projetado com os móveis da FortHouse

Publicado

on

Por

A loja FortHouse, conhecida pela sofisticação, elegância e móveis de alto padrão e liderada pelo empresário Fábio Izar, cedeu, projetou e selecionou a mobília que está no lounge do aeroporto de São José dos Campos, no interior de São Paulo. Segundo Izar, pelo menos nos próximos seis meses, o mobiliário ficará no lounge do aeroporto.

Continue Lendo

Empreendedorismo

Inauguração do Centro POT Unidade Leste em São Paulo com Prefeito Ricardo Nunes

Publicado

on

Hoje segunda-feira, 24 de junho de 2024, pela manhã, às 9:00, foi oficialmente entregue o Centro POT Unidade Leste, localizado na Rua Fontoura Xavier, 298, Vila Carmosina. O evento contou com a presença da Secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Eunice Prudente, e do Subprefeito de Itaquera, Rafael Limonta Costa.

A chegada do Prefeito Ricardo Nunes e da Primeira Dama Regina Nunes marcou o início das celebrações. Gerenciado pelo Instituto Vista, o Centro POT Leste foi elogiado por Richard Manoel, presidente da organização, por sua capacidade de transformar milhares de vidas através de oportunidades de trabalho e reintegração social.

Foto Reprodução: Comunicação Instituto Vista

Este novo centro representa um marco no compromisso da cidade de São Paulo em promover inclusão e desenvolvimento econômico, oferecendo uma estrutura que visa beneficiar diretamente a comunidade local.

Colunista: Daniel Steve

Instagram@jornalistadanielsteve

Continue Lendo

Bombou na semana