Connect with us

Cultura

Padre Rodrigo Rodrigues: “Ano Novo”

Published

on

"Que a alma do leitor seja tomada por encanto, e que os pensamentos sejam envolvidos num manto"

“Em cada verso, um pedaço de mim, em cada palavra, um sentimento sem fim. Há-Braços, o livro que desvenda os laços – Do inacabado que vive em meus passos. A quaresmal trouxe o desafio, 40 manhãs de pura poesia”.

Sem nenhuma manha, firme e persistente o Pe. Rodrigo Rodrigues se dedicou intensamente.

A Editora Palavra & Prece destacou, a experiência de beleza que o livro proporcionou. “Que a alma do leitor seja tomada por encanto, e que os pensamentos sejam envolvidos num manto. Cada verso carregado de ternura, palavras que trazem paz e doçura. Uma obra simplesmente maravilhosa, Que nos transporta para uma dimensão grandiosa”.

Então, mergulhe nessa poesia sem igual, adquira “Há-Braços” e deixe seu coração bailar, Pe. Rodrigo Rodrigues nos presenteia com sua arte, um convite para explorar o inacabado que vive em toda parte.

Para aguçar a vontade de adquirir a obra do Pe. Rodrigo Rodrigues, segue uma de suas belas poesias:

Ano novo

Ah… desalegria!

Ex-dona que me tocou roubar…

Roubaste-me de mim.

Desalegria…

Quanta desonestidade.

Chegou mansa, breve, quieta e sútil, mas cortou feito gilete amolada de barbearia…

Moça atrevida!

Sem noção!

tu não sabes que no baú do meu angu, só existe espaço par o riso?

Que santa desavergonhança…

Tome tento!

Se coloca no trilho, pois logo o relógio marcará o teu voo…

Sim… voo…

Voa desalegria.

Vai para bem longe do meu espetáculo…

Não existe ingresso para você.

O teu nome não está na lista.

Desalegria…

Arruma tuas malas.

É ano novo em meu coração!

Os fogos dos sorrisos brilham no céu da minha alma.

Parte… parte… vai!

Eu ordeno!

[…]

Ah… alegria…

Bela moça.

Seja mui bem-vinda, nesta terra que tem paçoca, frango caipira, polenta frita na brasa e creme de coentro…

Puxa a cadeira.

Sirva-se de uma bela fatia de bolo de fubá!

És preciosa para mim…

A cereja do meu bolo.

Ah… alegria!”

Pe. Rodrigo Rodrigues - Foto: Reprodução

Pe. Rodrigo Rodrigues – Foto: Reprodução

Acerca da obra de Pe. Rodrigo Rodrigues, o Pe. Joãozinho, SCJ disse: “O conceito das poesias é novo… moderno… temas candentes… nada parnasiano.  O elemento religioso aparece discreto, nobre, quase literário. Não existe o elemento ideológico nem exageradamente temporal. Poemas assim são ternos e eternos. Gosto de neologismos como DESALEGRIA… HÁ-BRAÇOS…

Há uma continuidade de estilo com Cora Coralina, Adélia e João Cabral de Melo Neto. Isso mostra poema com contexto de corrente literária. Gostei. Segue o Poeta que te conduz…”

Também, a poeta e professora Rosidelma Pereira Fraga, Doutora e Pós-Doutora em Estudos Literários – UFG-UFRJ. Autora das obras Poesis em verso e prosa, e Cantares de Amor, da Editora Multifoco, classificou a obra de Pe. Rodrigo Rodrigues da seguinte maneira: “Uma vez que não há pedras no meio do caminho e ela sorriu nos versos do poeta, não resta dúvida de que a obra consagra a memória poética enraizada do cotidiano infantil e vai além da leveza e da lembrança da folga, a exemplo do poema Memórias, porque a maternidade nostálgica surge como uma prosa poética da prole em sua eternidade: A água era o resultado das lágrimas das mães que choram os filhos desaparecidos!” E acrescenta: “Concomitante a essas sagrados do eu-poemático da obra ‘Há-Braços’, o leitor vislumbrará a prosa autobiográfica, (somada no conjunto da obra) arquitetada por um largo estudo e aprendizado do autor com a vida e seu encontro com Deus, bem como um convívio com a humanidade, com a caridade e solidariedade. Imagens essas doravante se somam com a poesia libertária e libertadora”.

 

Continue Reading

Cultura

Idalia Rossatti: A Arte como Terapia e Fonte de Inspiração

Published

on

No coração de São Paulo, perto do autódromo, Idalia Rossatti e seu esposo encontraram não apenas um espaço para seu estúdio de sobrancelhas, mas também um refúgio para expressão criativa e conexões inesperadas. Com um casal de filhos e dois adoráveis cachorros, Idalia compartilha não apenas sua jornada profissional, mas também sua jornada pessoal, onde a arte se tornou uma parte vital de sua vida.

Foto Reprodução: Assessoria Pintei

Desde a infância, a arte foi uma paixão constante para Idalia, mas as demandas da vida a levaram por outros caminhos. Depois de anos trabalhando em um escritório de advocacia, ela se viu grávida e enfrentando uma mudança significativa em sua vida. Com coragem e determinação, Idalia optou por seguir um novo caminho e se aventurou no mundo da beleza, especializando-se em micropigmentação e design de sobrancelhas.

No entanto, a vida reservava mais surpresas. Em meio a desafios pessoais e uma batalha contra a depressão, Idalia redescobriu sua paixão pela pintura. Criar obras de arte tornou-se não apenas uma distração bem-vinda durante as noites insones, mas também uma fonte de renovação e inspiração. Suas primeiras obras encontraram uma audiência cativa e, graças ao poder das redes sociais, o reconhecimento de seu talento se espalhou.

Foi assim que o destino de Idalia se cruzou com o da SOS Caramelo SP, uma iniciativa dedicada ao resgate e cuidado de animais em situações de vulnerabilidade. Uma encomenda de um cachorrinho por uma cliente levou Idalia a criar uma obra de arte que encantou a todos. Desde então, sua parceria com a SOS Caramelo floresceu, dando origem a uma colaboração única e significativa.

Foto Reprodução: Assessoria Pintei

Foto Reprodução: Assessoria Pintei

Através da arte, Idalia encontrou uma maneira de transformar desafios pessoais em oportunidades de crescimento e conexão. Sua história é um testemunho inspirador do poder da criatividade como terapia e da capacidade da arte de unir comunidades em torno de causas nobres.

Colunista: Daniel Steve

Instagram@jornalistadanielsteve

Continue Reading

Cultura

SAVE THE DATE: Encontro “Velhices LGBTI+” promove diálogo e celebração da diversidade

Published

on

No próximo sábado, dia 25 de maio, São Paulo se prepara para mais uma edição do encontro “Velhices LGBTI+“, um espaço de diálogo, celebração e resistência. O evento, que acontecerá no Centro de Cultura da Diversidade, promete reunir uma série de atrações e personalidades da comunidade LGBTI+.

Organizado pela coordenadora da diversidade da cidade de São Paulo, Leonora Aquilla, o encontro terá início às 14 horas e seguirá até às 17 horas, com entrada franca para todos os interessados em participar. O evento contará com a apresentação de Nelly Winter e a trilha sonora ficará por conta do DJ Alcimar.

Um dos momentos mais esperados será o bate-papo com o psicólogo Jair Donato, que trará reflexões importantes sobre a vivência da comunidade LGBTI+ na terceira idade.

Além disso, o encontro contará com uma série de atrações especiais, que prometem animar e emocionar o público presente. Entre os artistas confirmados estão Marco Del Monte, Rosana Star, Penelope Jolie, Explosão Latina, Sissy Zeta Jones, Mama Darling, Lizz Camargo  e Gretta Starr.

Portanto, marque na agenda: dia 25 de maio, das 14h às 17h, no Centro de Cultura da Diversidade, um encontro imperdível para celebrar e fortalecer a diversidade LGBTI+ na cidade de São Paulo.

Colunista: Daniel Steve

Instagram@jornalistadanielsteve

Continue Reading

Cultura

Cantora Anna Torres Encanta Público no Festival Festivamente no Largo do Arouche

Published

on

Foto Reprodução: Daniel Steve

No último domingo, dia 31 de março, o Festival gratuito Festivamente agitou o Largo do Arouche, com uma apresentação especial da renomada cantora Anna Torres. O evento, organizado pela Coordenadoria de Políticas LGBT+ da Prefeitura de São Paulo, foi marcado por performances emocionantes e celebração da diversidade.

Radicada em Paris há 23 anos e com uma carreira internacional respeitada, Anna Torres encantou o público com sua potência vocal diferenciada, sendo comparada às grandes divas do jazz mundial. Em um evento comemorativo da Prefeitura de São Paulo em parceria com políticas LGBTI+, a cantora apresentou-se no coração da cidade, no Largo do Arouche, a partir das 18h, no projeto “Festivamente“.

Foto Reprodução: Daniel Steve

Sob o título de “Um Mundo Diferente“, que também é o nome de seu mais recente EP e da música que compôs para os Jogos Paralímpicos de Paris 2024, Anna Torres fez questão de celebrar suas origens maranhenses durante o show. Além das canções de seu novo EP, a artista presenteou o público com clássicos da música francesa de seu CD anterior, intitulado VOILÀ PARIS!, prometendo agitar os paulistas e toda a comunidade LGBTQIA+.

“Galera de São Paulo, que saudade eu estava de vocês. Amo essa cidade e me apresentar aí no projeto ‘Festivamente’ pra tanta gente incrível será especial demais. Espero todos vocês, hein! Até lá!”, convidou Anna Torres, demonstrando sua empolgação em estar de volta aos palcos paulistanos.

Vale destacar que recentemente, no dia 8, Anna Torres foi laureada com o Prêmio “Mamacitas Latinas” em Paris, seguido pelo “Award Suisse” da Revista suíça Network no dia 9. Com um brilho nos olhos, uma voz marcante e muitos sonhos na cabeça, Anna Torres continua sua jornada, levando sua arte, sua terra e suas lutas ao mundo, como uma verdadeira heroína da poesia de Gonçalves Dias.

Colunista: Daniel Steve

Instagram@jornalistadanielsteve

Continue Reading

Bombou na semana